Prisão de ventre e seu tratamento com a dieta

Tipos e causas da prisão de ventre

É considerado normal ir ao banheiro a partir de três vezes ao dia (uma pessoa com um trânsito rápido) até três vezes por semana (pessoa com um trânsito lento), sempre e quando a consistência e a cor das fezes sejam corretas e não exista dificuldade para evacuar.

A prisão de ventre é mais frequente em pessoas de idade e há mais mulheres do que homens que sofrem este tipo de problema. Embora possa ocorrer em qualquer pessoa (homens e mulheres) e em qualquer momento da vida (crianças, adolescentes, adultos e idosos). Na maioria das vezes sua principal causa é a alimentação incorreta e a falta de exercício físico regular.

A prisão de ventre pode ser ocasional, devido a situações de stress, mudanças de horários e rotinas, viagens, jejuns, gravidez, menopausa… ou se tornar uma doença crônica que normalmente se inicia na infância ou adolescência. Neste caso, ele deverá estar sempre de olho na alimentação para conseguir combatê-lo e evacuar com regularidade.

Cuidado com os laxantes para a prisão de ventre

Na maioria das vezes se recorre ao uso de laxantes para melhorar as dores causadas por esse problema, mas há que tentar evitá-lo. Por quê? A maioria dos laxantes atuam irritando a mucosa intestinal (a parede do intestino por dentro), isto provoca uma destruição da flora (conjunto de vilosidades intestinais e as bactérias benéficas que as protegem) e não favorece o restabelecimento dos movimentos naturais do intestino. Seu consumo é prejudicial a longo prazo, já que provoca uma dependência total, ou seja, o intestino fica “preguiçoso” e é muito difícil de retirar, sem o seu fornecimento. Com boas orientações de alimentação e novos hábitos pode-se conseguir reverter esta situação e voltar ao intestino sua independência para os laxantes.

O que levar para a prisão de ventre

Se você deseja ter algo para aliviar a constipação ocasional, o melhor é recorrer aos supositórios de glicerina. Mas para melhorar a prisão de ventre crónica será necessária uma atuação de forma persistente, por exemplo, com suplementos de fibra, que são de grande ajuda e não têm os efeitos negativos dos laxantes.

É importante ter em conta que sempre que se aumenta o consumo de fibra, seja através da alimentação ou de um suplemento, é necessário aumentar também a ingestão de água e de líquidos. Para que a fibra faça a sua função de aumentar o volume e o peso fecal precisa absorver muita água. Caso contrário, você pode chegar a produzir um efeito inverso não desejado.

Acabar com a prisão de ventre

O mais saudável e o que funciona melhor é enfrentar a prisão de ventre a partir de um ponto de vista mais global. Aqui é onde o estilo de vida da pessoa adquire muita importância.

A atividade física é fundamental, sendo o mais eficaz andar várias vezes ao dia.
A abordagem nutricional também é imprescindível para combater a prisão de ventre. Há certos ingredientes, alimentos e receitas que são a chave para obtê-lo. Quais são?

Alimentos para a prisão de ventre

Aliviar a prisão de ventre com remédios naturais é possível com mudanças na dieta.

Em primeiro lugar há que conseguir aumentar o volume e o peso das fezes, através do consumo de:

Fibra:

  • Alcançar as recomendações de consumo de frutas e vegetais por dia (3 porções de fruta e 2 de legumes). Se tomados com a pele aumenta a sua quantidade de fibra.
  • Consumir cereais integrais, ou seja, de grão inteiro. Podem ser em forma de pão, massas ou arroz.

Líquidos:

  • Água
  • Infusões
  • Sumos de fruta
  • Vinhos

Em segundo lugar, a ingestão de gorduras também deve ser a adequada. É muito comum encontrar pessoas que sofrem de prisão de ventre quando começam uma dieta de emagrecimento. Isto é devido à restrição de gorduras (especialmente do óleo) que levam a cabo. O azeite de oliva realiza uma função de lubrificação intestinal favorecendo o trânsito. Tomar uma colher de sopa de azeite de oliva virgem em jejum é um truque que funciona muito bem.

Em terceiro lugar, há que conseguir aumentar o peristaltismo (movimentos naturais do intestino). É de grande ajuda:

  • Tomar um copo de água morna ou bebida quente em jejum.
  • Ser automasajes abdominais seguindo a forma do intestino. Veja o desenho: cólon ascendente, cólon transverso, cólon descendente.

Em quarto lugar ingerir alimentos que aumentam a secreção da bílis. O fígado produz bile para ajudar você a fazer a digestão no intestino e esta tem um grande efeito laxante. Os alimentos que ajudam a consegui-lo são:

  • As gorduras. Se aconselham entre 2 e 3 colheres de sopa por dia de óleo de oliva (incluídas as preparações culinárias) por sua ação lubrificante a nível intestinal. No entanto, a presença de outros tipos de gordura, como as saturadas e em especial a hidrogenada, não é recomendada devido à sua relação com más digestões e doenças como as cardiovasculares, a diabetes, etc.
  • As alcachofras, a escarola, a endivia e a berinjela.
  • A laranja (suco).

Em quinto lugar, deve-se promover uma flora intestinal saudável e forte. A flora intestinal, facilita uma correta absorção dos nutrientes no intestino e normaliza o trânsito. Os alimentos que fortalecem são os probióticos. São considerados probióticos os alimentos que contêm bactérias lácteas vivas que são benéficas para o organismo, como por exemplo, o iogurte e alguns queijos frescos.

Por outro lado, é importante vigiar para não fazer um consumo excessivo de:

  • Alimentos com um efeito dermatite irritativa do intestino, que produzem um efeito laxante não desejado: café, tabaco.
  • Alimentos adstringentes, que estriñen: arroz, chá.

Alimentos a evitar, em caso de prisão de ventre

Acima de tudo devem ser evitados os queijos mais secos e os farináceos não integrais como arroz, macarrão ou pão branco. Também deve ser evitado o marmelo e o chá da presença de taninos, que são adstringentes. Em geral, o uso desses alimentos, tem que ser mais bem ocasional (máximo 2 a 3 vezes por semana)

Você pode substituir a banana para as frutas recomendadas e consumir a maçã com pele

Deve ser evitado o álcool, que desidrata as mucosas e alimentação com muitas gorduras ou fritos que podem causar digestões pesadas.

Praticar atividade física é muito positivo neste sentido, já que ajuda a fortalecer os músculos da parede abdominal que intervêm na expulsão das fezes.

Menu semanal para a prisão de ventre

Eis um exemplo de um menu semanal que irá ajudá-lo a combater a prisão de ventre. Recomendamos que acudas a um nutricionista-nutricionista para que o adapte à sua situação particular.

SEGUNDA-feira TERÇA-feiraQUARTA-feiraQUINTA-feira1 COPO DE LEITE SEMI E PÃO INTEGRAL COM ¼ DE ABACATE E SEMENTE DE SESAMO1 COPO DE LEITE SEMI COM 3 COLHERES DE sopa DE MUESLI1 COPO DE IOGURTE LÍQUIDO E PÃO INTEGRAL COM GELÉIA LIGHTLICUADO DE IOGURTE SABOR E AVENA2 MANDARINAS E 10 PISTACHOS2 AMEIXAS E 6 ANACARDOS1 XÍCARA DE UVAS COM PELE E 2 NUECES2 FATIAS DE ABACAXI E 6 AVELÃS-SALADA DE ESPINAFRE, PASSAS DE UVAS, NOZES

-ENSOPADO DE LENTILHAS, LEGUMES E FRANGO

-AZEITE DE OLIVA

– 2 AMEIXAS

-ESCAROLA COM ARROZ INTEGRAL, ALHO E PIMENTON. -MEXIDOS 1 OVO E COGUMELOS -AZEITE DE OLIVA

– IOGURTE NATURAL COM SEMENTES DE LINHO

-CALDO DE FEIJÃO COM ABÓBORA E LULAS

-AZEITE DE OLIVA-IOGURTE SABOR COM FRUTAS SECAS

-MEXIDOS COM CEBOLA, PIMENTÃO E ALHO-PORÓ COM ATUM AO NATURAL E MACARRÃO INTEGRAL

-AZEITE DE OLIVA-KEFIR REBOCOS COM SEMENTES DE CHIA

BATIDO DE IOGURTE SABOR, 1 KIWI E AVENAINFUSION DE ANIS, 2 BISCOTES INTEGRAIS E 1 PERAPAN INTEGRAL COM TOMATE E PEITO DE PERU E 2 AMEIXAS PÃO INTEGRAL COM GELÉIA LIGHT E HORTELÃ POEJO

-SALTEADO DE FRANGO PICADO COM ESPARRAGO TRIGUEIRÃO, PIMENTÃO, BERINJELA -AZEITE DE OLIVA

-PÃO INTEGRAL -1 TANGERINA

-ALCACHOFRAS E BATATA AO FORNO COM TOMILHO.
-LULA E CAMARÃO GRELHADO-AZEITE DE OLIVA-IOGURTE NATURAL COM FARELO DE TRIGO

-ENDIBIAS COM NOZES E GELEIA LIGHT

-SALMÃO GRELHADO COM ABOBRINHA E COGUMELOS -AZEITE DE OLIVA-IOGURTE 0% COM SEMENTES DE LINHO

-PRATO COMBINADO DE ESCAROLA, PERU GRELHADO E GRÃO-DE-BICO COM ALHO.

-AZEITE DE OLIVA-IOGURTE 0% DE FARELO DE TRIGO

SEXTA-feiraSÁBADODOMINGO1 COPO DE LEITE SEMI, BISCOTES INTEGRAIS E PRESUNTO DULCE1 COPO DE BEBIDA VEGETAL ENRIQUECIDO E PÃO INTEGRAL COM ¼ DE ABACATE E TOMATE1 COPO DE BEBIDA VEGETAL ENRIQUECIDO PÃO INTEGRAL COM HUMUS E TOMATE1 DATIL E 6 AVELLANAS1 LARANJA E 2 NUECESCARPACCIO DE PÊRA COM CANELA E 8 AMÊNDOAS-PAELLA DE ARROZ INTEGRAL COM FEIJÕES VERDES REFOGADOS E FRANGO. –AZEITE DE OLIVA

-2 KIWIS

-LASANHA DE ACELGA COM FARINHA DE TRIGO INTEGRAL E FRANGO DESMIGAO -AZEITE -1 IOGURTE SABOR COM FARELO DE TRIGO-BRÓCOLIS COM BATATA AO VAPOR

-HAMBÚRGUER DE CARNE BOVINA E ESPINAFRE-AZEITE DE OLIVA

-1 XÍCARA DE UVAS COM PELE

PIPOCA CASEIRA, 2 TANGERINAS E UM IOGURTE COM SEMENTES DE LINO1 LARANJA E PÃO INTEGRAL COM HUMMUSYOGUR REBOCOS COM MUESLI E 2 TANGERINAS-SALADA DE TOMATE, ALFACE, PIMENTÃO E ESPIRAIS INTEGRAIS

-PESCADA NO FORNO COM LIMÃO E CEBOLA

-AZEITE DE OLIVA
-IOGURTE 0% DE FARELO DE AVEIA

-SALADA DE ABACAXI, FIGOS, CAMARÃO E CUSCUS

-AZEITE DE OLIVA

– KEFIR REBOCOS COM SEMENTES DE CHIA

-TOMATE, RECHEIO DE OVO COZIDO E PICADO E ORÉGANO

-MACARRÃO DE ABOBRINHA E MACARRÃO INTEGRAL-AZEITE DE OLIVA

-IOGURTE COM FRUTAS SECAS

Recomendações para a prisão de ventre

Quando se sofre de prisão de ventre, o mais aconselhável é recorrer a um profissional de nutrição, para que estude o caso concreto de cada pessoa e faça algumas orientações personalizadas. Desta forma, a acutación através da alimentação é muito mais eficaz e segura. Esta é adaptado para as necessidades da pessoa, já que são tidos em conta os hábitos de cada um, seus costumes, seus gostos, os medicamentos que pode tomar e outras doenças que possam ter.

Em Alimmenta realizamos orientações dietéticas para reduzir a prisão de ventre e treinar o intestino para uma nova rotina. Graças à nossa equipe de nutricionistas – nutricionistas colegiadas, trabalhamos os hábitos alimentares das pessoas para conseguir alcançar o seu bem-estar e melhorar sua saúde através de uma boa alimentação, potenciando os estilos de vida saudáveis.