o que é, o diagnóstico e o tratamento por endócrino

Causas do hipotireoidismo

  • Alteracion da própria glândula da tireoide. É conhecido como hipotirodismo primário, e é de longe a causa mais frecunte. Existem vários motivos:
  • O mais comum é a destruição auto-imune (por anticorpos, que são proteínas que produz o seu organismo e se fixam à tireoide, podendo alterar a sua função) ou por doenças que produzem inflamação da tireoide.
  • Também pode ocorrer por alterações do iodo.
  • Depois de remover o tireoide, uma cirurgia ou após o tratamento com Iradiactivo para travar uma excessiva função da tiróide ou que se tenha irradiado por outras cuasas. – também pode ser causada por alguns medicamentos como amiodarona, lítio, o interferon…
  • Podem falhar outras glandulas localizadas no cérebro que se encarregam de estimular a tireóide para que ele funcione. É chamado de hipotireoidismo secundário ou terciário, quando o que falha são a hipofisis ou o hipotalamo. São cerca de causas pouco frequentes.

Sintomas

Os hormônios tireoidianos atuam em vários órgãos e as manifestações que podem aparecerte se há falta delas são variadas. Não depende da causa, mas a gravidade da falta de hormônios.

Atualmente é diagnosticado de forma precoce por isso que os sintomas que aparecem não são graves e não muito específicos.

É frequente um extremo cansaço, prisão de ventre, queda anormal do cabelo, distúrbios da menstruação, alterações na pele, atraso do crescimento em crianças, enlentecimiento na fala, no pensamento e falta de memória, anemia…

Como podemos diagnosticar o hipotireoidismo?

Através de uma analitica podemos saber seus níveis de hormônios da tireóide e de hormônio estimulante da tiróide.

Quando a tireoide falha ocorre um aumento de hormônio estimulante da tireóide ou TSH no sangue.

Há uma situação frequente que se conhece como hipotiriodismo subclínico em que os seus níveis de hormônio estimulante estão elevados, embora os níveis de hormônios tireoidianos são normais e se deve a que a falha de sua tiróide é leve.

Podem ocorrer situações em que a sua tireóide recupere a sua função, depois de um processo de inflamação ou após uma doença grave.

Se está grávida os valores de normalidade são diferentes do que no resto da população, porque precisa de mais hormônio da tireóide.

Quando seus níveis de hormônio estimulante da tiróide e de hormônios da tireoide são baixos, a alteração está em regiões cerebrais encarregadas de estimular a tireoide.

Qual é o tratamento?

O tratamento é realizado com uns comprimidos que contêm hormônio da tireóide, que tomarás em jejum e que são absorvidas no intestino. Estes têm a mesma função que o próprio hormônio.

A dose que recebe dependerá da gravidade do hipotireoidismo, de sua idade, de seu peso e se você tem problemas cardíacos.

Veremos se a sua dose é correta, realizando uma análise após 6 semanas de tratamento e, posteriormente, os 3-6 meses até alcançar a sua dose de manutenção e, depois, será necessário que você faça verificações periódicas, geralmente anuais, mas isto pode variar.

No caso presentes o hipotireoidismo subclínico é recomendável iniciar o tratamento quando a hormona estimulante exceder o número de 10, se apresente números intermediárias seu médico irá avaliar o seu caso de forma individual, porque não há um acordo nesta situação.

O hipotireoidismo é uma das doenças endócrinas mais frequentes. O diagnóstico e o tratamento são simples, mas tem-se de fazer acompanhamento com um médico.