descrição, dicas e dieta saudável.

Por que esse deslocamento do estômago causa desconforto?

hérnia de hiatoQuando comemos, o alimento passa da boca para o esôfago, que está na cavidade torácica, e de lá vai para o estômago, situado em nosso abdômen. O tórax e o abdômen são separados por um músculo chamado diafragma, o esôfago se comunica com o estômago através de um buraco no diafragma chamado hiato.

O problema ocorre quando parte do estômago através do hiato para a cavidade torácica, pois isso facilita o refluxo gastroesofágico (RGE), ou seja, que o conteúdo do estômago volte para o esôfago. Quando isso acontece, o esôfago, que não é protegido como o estômago para suportar os ácidos da digestão, se irrita e é quando começamos a sofrer os sintomas que antes foram nomeados.

As causas da hérnia de hiato

A hérnia de hiato que se dá em crianças é congênita, ou seja, nascem com elas. Por sua vez, em adultos, a causa não é tão clara, mas se relaciona com a obesidade, o tabagismo, as s violentas ou vómitos repetidos durante um longo período ou o enfraquecimento do músculo do diafragma, que costuma ocorrer com o passar dos anos, por isso, as hérnias de hiato costumam ser mais comuns em pessoas com mais de 50 anos.

Não é o mesmo da hérnia de hiato que o refluxo gastroesofágico

Não, a hérnia de hiato pode favorecer o RGE e em um grande número de casos está relacionado, mas ele pode ocorrer mesmo que não haja uma hérnia. Por exemplo, se o músculo diafragmático relaxa mas não deixa passar o estômago, ou se ocorrerem determinadas situações que favorecem a pressão no estômago, como a gravidez ou obesidade, você pode apresentar RGE embora não tenha hérnia hiatal.

Os sintomas desta situação serão igualmente azia, tosse seca e desconforto abdominal por isso, as pessoas que sofrem de RGE, apesar de não apresentar hérnia de hiatal podem seguir os conselhos nutricionais que daremos mais adiante para melhorar esta situação.

As complicações da hérnia de hiato e do RGE

Se a hérnia de hiato ou o RGE não for tratada podem ir piorando, causando inflamação ou irritação do esófago (esofagite) ou até mesmo gastrite ou úlceras de estômago. Estas irritação do esôfago podem gerar cicatrizes que produzam que a passagem pelo esôfago, faça mais estreito e, isso fará com que cada vez seja mais difícil de engolir. Por outro lado, se essas feridas do esôfago persistem podem ir provoca danos e favorecer o câncer nesta área. Por isso, é muito importante saber como a alimentação pode reduzir o refluxo para minimizar os sintomas e nos sentir melhor, mas também para evitar as complicações que podem causar.

Recomendações gerais e tratamento da hérnia de hiato e do RGE

Quando nos diagnosticada hérnia de hiato ou RGE, o objetivo do tratamento vai ser facilitar as digestões ou reduzir a produção de ácido do estômago, por isso, comumente se tomar antiácidos. Por outro lado, também se pode dar outras recomendações como:

  • Não dormir ou deitar antes que tenham se passado 3 horas desde a última refeição, já que a posição horizontal durante a digestão, favorecerá o refluxo.
  • Dormir pouco interno, por exemplo, apoiando-nos em dois travesseiros. Isso irá dificultar o retorno do conteúdo gástrico no estômago.
  • Deixar de fumar porque o tabaco estimula a secreção do ácido gástrico e, além disso, pode favorecer o agravamento das lesões que podem ocorrer no esôfago ou no estômago.
  • Usar roupas folgadas, para evitar pressões sobre o abdômen.
  • Ao agachar-se para pegar algo do chão, você deve dobrar os joelhos e não a cintura.
  • Tentar reduzir o stress ou os momentos que nos causem stress com terapias relaxantes (yoga, meditação, plantas relaxantes). O stress gera ácido gástrico embora não tenhamos comido nada o que pode causar mais desconforto e danos no estômago e o esôfago.
  • Não fazer exercício físico intenso, pois pode favorecer a produção de ácido gástrico. De todos modos, o exercício físico moderado durante um mínimo de 30 minutos por dia, se não é justo depois de comer, é recomendado e, além disso, nos ajudará a perder peso, se necessário.

Recomendações dietéticas para a hérnia de hiato e o RGE

dieta para a hérnia hiatalAs recomendações gerais são úteis, mas, em alguns casos, não são suficientes e é necessário medicação adicional ou cirurgia. Portanto, se queremos melhorar os sintomas destas doenças, devemos seguir uma dieta que inclua as recomendações que daremos a seguir, dentro das quais existem certos alimentos recomendados.

De todos modos, a dieta deve ser feita com base nas tolerâncias, os gostos pessoais, e em consonância com o nosso estilo de vida, sendo cada vez mais equilibrada com o nosso gasto de energia. Por isso é importante contar com a ajuda de um dietisita-nutricionista. Uma vez lembrado isto, vamos ver o que as recomendações deveis seguir:

Orientações dietéticas gerais.

  • Reduzir o peso, sempre que necessário. Esta é uma das medidas mais importantes, já que aliviar a pressão no abdômen e apresentar-se uma melhoria dos sintomas.
  • Evitar refeições pesadas. Todos os excessos irão dificultar a digestão, o que farão com que o alimento permanece mais tempo no estômago e facilitam o refluxo. Portanto, a solução é comer refeições ligeiras umas 5 vezes ao dia, comer devagar e mastigar bem os alimentos.
  • Não comer nada, mesmo que seja líquido, antes de deitar. Como foi dito anteriormente, você deve tentar jantar de 2 a 3 horas antes de ir para a cama.
  • Cozinhar de forma suave (fervido, papillote, vapor, forno…) e evitar os fritos ou rebozados. O vigiar com os alimentos feitos com a chapinha!!! Se eles se queimam, podem irritar o estômago quando os comamos.
  • Evite os alimentos com temperaturas extremas, ou muito quentes ou muito frios, pois isso pode favorecer a irritação.

Alimentos recomendados

  • Devem-Se reduzir ou eliminar os alimentos muito gordurosos e condimentados, em conserva ou muito salgados. Por isso, evita ou toma moderadamente e em pequenas quantidades, molhos à base de creme de leite ou óleo, o peixe em conserva ou salgados, os queijos curados ou lácteos integrais, carnes gordas, enchidos, as vísceras, os produtos de pastelaria ou o chocolate.
  • Devemos também eliminar ou reduzir ao máximo certas bebidas que estimulam a secreção gástrica, como o álcool, as bebidas carbonatadas, o chá ou o café.
  • Devem-Se limitar os alimentos ácidos, sobretudo, à hora do jantar. Assim, muitas pessoas que sofrem com a hérnia de hiato ou RGE sentir desconforto se consomem tomate, vinagre, frutas cítricas, frutas não maduras ou, em alguns casos, embora menos frequentes, mesmo iogurte.
  • Certos alimentos ou temperos como alho, cebola ou pimentão (sobretudo crus) também favorecem o desconforto em pessoas com hérnia de hiato ou RGE. Por isso, se sentir desconforto depois de comer pratos com esses alimentos, tenta reduzir ou evitar o seu consumo.

E então, o que devo comer para a hérnia de hiato?

Perante o grande volume de informações que muitos de vós pensaréis e então, o que como? Primeiro tem de pensar que a dieta para a hérnia de hiato ou o RGE deve ter em conta as tolerâncias pessoais de cada um. Mas, se vós não toleráis os alimentos que são citados anteriormente aqui vão algumas ideias que podem ajudá-lo:

  • Para substituir os lácteos inteiros consome laticínios desnatados (leite ou iogurte desnatados, queijos 0%, etc.). Com isso, também estaremos realizando uma menor ingestão de gordura saturada em sua dieta assim que, ao mesmo tempo que nos ajuda a evitar os sintomas, a emagrecer e a melhorar a nossa saúde.
  • Se o que nos acontece é que o iogurte nos cria desconforto, mas não queremos reduzir a nossa ingestão de lácteos, podemos tomar como sobremesa, queijo fresco com baixo teor de gordura.
  • Também é preferível escolher carnes pouco gordurosas como o peru ou o frango e peixes brancos, embora, podemos tomar peixe azul de forma moderada e ver a sua tolerância.
  • Por outro lado, para se hidratar podemos beber água, chás de ervas suaves, como o alecrim ou a sábia (o chá de hortelã podem, por vezes, gerar desconforto), caldos ou sucos não ácidos.
  • Quanto às frutas, é preferível tomar as frutas maduras, no forno ou em compota, já que, nestes casos, diminuem a sua acidez.
  • As verduras e cereais não costumam gerar desconforto, mas deveis vigiar com certas verduras flatulentas como a couve-flor, as alcachofras ou couves-de-Bruxelas. Além disso, há que rever os cereais de pequeno-almoço chocolateados ou mueslis que podem ser pesados.
  • Por último, embora a gordura e os molhos sejam desencorajadas, pode-se tomar com moderação, a maionese light ou margarina, embora para cozinhar o mais adequado é o óleo de oliva.

Conselhos personalizados para melhorar a sua situação

Todos os conselhos que foram dados podem servir como um guia para realizar uma dieta para a hérnia de hiato ou o RGE e melhorar a sua situação. Além disso, um nutricionista – nutricionista pode ajudá-lo a organizar a sua dieta para que se adapte melhor aos seus gostos e horários ou, se você sofre destas doenças e está grávida, podem ajudar a melhorar a sua situação, cobrindo todas as suas necessidades nutricionais. Em Alimmenta contamos com uma equipe de profissionais (membros do Colégio Profissional de Nutricionistas-Nutricionistas) que podem estudar o seu caso para ajudar a melhorar a sua qualidade de vida.